Bem-estar

Cuidar do corpo e da mente é fundamental para manter uma vida saudável!

cuidar-do-corpo-e-da-mente-e-fundamental-para-manter-uma-vida-saudavel.jpeg

Ter qualidade de vida é um desafio. Por mais que esse seja o desejo de muitas pessoas nos dias de hoje, conquistá-la requer mudanças de hábitos que nem todos estão dispostos a realizar. Isso porque a sensação de bem-estar é a junção de muitos fatores, e todos levam a um mesmo lugar: cuidar do corpo e da mente.

É esse olhar global a respeito de si mesmo que tem feito com que pessoas no mundo todo repensem suas rotinas e efetivem transformações significativas. E se você também busca essa nova forma de viver, vai gostar do texto que preparamos. 

Reunimos, em um verdadeiro guia, informações que ajudarão qualquer pessoa a dar um salto na qualidade de vida, abandonar velhos hábitos e cuidar da saúde de forma ampla — afinal, somos corpo e mente. 

Por que cuidar do corpo e da mente ao mesmo tempo?

O conceito de saúde está longe de se relacionar apenas ao corpo. Um indivíduo saudável apresenta altos níveis de bem-estar físico, mental e emocional. Por isso, ao cuidar da saúde, deve-se pensar de forma abrangente. 

Quando não estamos bem no campo das emoções, o corpo reclama. Prova disso é o grande número de doenças que são causadas ou agravadas pelo estado emocional.

É comum que algumas pessoas sintam dores e tenham sintomas típicos de doenças, mas, na verdade, suas causas não são decorrentes de problemas físicos em seus organismos.

É simplesmente o resultado de algo psíquico que está afetando sua mente (o que a psicologia chama de doença psicossomática). O mal-estar se apresenta quando o indivíduo possui sintomas físicos provocados por alguma condição mental adversa.

Isso mostra o quanto a mente está ligada ao corpo. Cuidar de ambos, portanto, é fundamental. 

Adotar um estilo de vida saudável requer abrir mão de tudo o que provoca um aumento do estresse, como rotinas de trabalho além do normal, relacionamentos abusivos, vícios e outras coisas que podem afetar de forma nociva a vida do indivíduo.

Algumas práticas que vão ajudar a cuidar da saúde de forma integral são:

Yoga

Quer equilibrar corpo e mente? A yoga proporciona bem-estar, ajuda a manter o equilíbrio mental e promove benefícios físicos ligados à qualidade de vida. 

Os exercícios dessa prática milenar provocam sensações energéticas e de relaxamento a partir de técnicas de respiração. O praticante melhora a disposição para as tarefas do dia a dia, além de relaxar os músculos e melhorar a postura e a flexibilidade.

Pilates

O objetivo principal do pilates é fortalecer a musculatura e melhorar a flexibilidade de músculos, nervos e tendões. Mas seus benefícios não se restringem apenas ao corpo físico.

Com o relaxamento muscular, a prática alivia tensões, a fadiga e o estresse. Também é eficiente no desenvolvimento do foco e da concentração, além de auxiliar no equilíbrio e na consciência corporal.

Corpo: muito além da aparência 

O bem-estar físico depende do bom funcionamento do corpo. E ele é mais do que a aparência pode revelar. Cuidar da pele e do cabelo, além de estar em forma, é uma das preocupações mais comuns, principalmente entre as mulheres.

Mas nosso organismo é frágil e merece cuidados que nem todo mundo reconhece. É uma máquina que precisa se mexer, se alimentar corretamente e, de vez em quando, fazer manutenção.

Agindo dessa maneira, você prevenirá doenças e evitando o aparecimento de distúrbios psicológicos.

Sendo assim, fica o alerta: em uma época na qual há certa obsessão pela aparência, olhar-nos como um organismo global, em que corpo, mente e espírito precisam funcionar bem e juntos, é a melhor definição de saúde que se pode ter.

Aprendendo a gostar de atividade física e a escolher a melhor para você

Um dos motivos que leva muitas pessoas a não praticarem atividade física é não gostar das modalidades com as quais tiveram contato. Para se exercitar e tirar proveito disso, o prazer é essencial. Quando gostamos de algo, nos empenhamos, não é mesmo?

Existem vários tipos de exercícios que você pode fazer: musculação, aeróbicos, hidroginástica, pilates, natação, esportes e muitos outros. Resta descobrir com qual você se identifica. Tenha certeza de que ao encontrar a atividade ideal, será mais fácil manter a motivação. 

Porém, alguns alertas são necessários ao decidir qual exercício é melhor para você. Consulte um médico, mesmo que não apresente nenhum problema de saúde aparente. Isso é importante para quem tem complicações de saúde ou quer evitar futuros contratempos. 

Talvez você não saiba, mas o exercício inadequado pode deixar de ser benéfico e se tornar um verdadeiro vilão. 

Observados esses cuidados, é hora de experimentar as opções e começar o quanto antes a se movimentar. A atividade física faz bem para o corpo e para a mente — e seus benefícios são inúmeros. Conheça alguns:

  • desenvolve a autoestima;
  • combate o excesso de peso;
  • melhora a postura;
  • previne doenças como diabetes, hipertensão e osteoporose;
  • reduz a fadiga;
  • melhora o desempenho fisiológico;
  • diminui a depressão;
  • minimiza o estresse e o cansaço;
  • reduz a necessidade de alguns medicamentos;
  • ameniza o risco de problemas cardíacos.

Agora que você já conhece as vantagens de praticar exercícios, veja algumas dicas para começar a incluí-los no seu cotidiano: 

Pense nos benefícios

Se está difícil encontrar motivação para se exercitar, será preciso fazer um esforço. Coloque em um papel todos os benefícios que você terá. Analise um por um e, em vez de pensar no que você não gosta, mentalize somente as vantagens. 

Busque a companhia de pessoas legais

Na maioria das vezes, ter uma boa companhia nos motiva a sair de casa e ir caminhar, por exemplo. Portanto, busque amigos ou familiares que já fazem alguma atividade e desfrute não só da presença deles, mas também da motivação de cada um.

Crie a melhor playlist

A música é um grande estimulante. Selecione as mais animadas e acredite: a batida e o ritmo influenciam muito no tipo de treino e até mesmo nos resultados que você atinge.

Seja na caminhada ou na academia, não dispense o fone de ouvido e tenha sempre sua playlist atualizada. 

Tente coisas diferentes

Tudo bem você não gostar de malhar. Existem outras opções. Que tal tentar algo diferente? Se arriscar em novos treinos e esportes pode ser a motivação de que você precisava para sair de casa. Desafie-se!

Faça o que você gosta

Não adianta fazer algo por obrigação. Nenhuma prática surtirá efeito positivo se for feita sem alegria. Dentre os inúmeros exercícios e esportes que existem, escolha aqueles que têm características em comum com você.

Abandone o que não gosta. Experimente aquilo que proporciona prazer. Quando encontrar esse equilíbrio, vai perceber o quanto é bom sair da inércia e se movimentar.

Mente: onde tudo começa

A mente é o início de tudo que você decide empreender. Se sua postura mental é de sucesso, tudo à sua volta é direcionado para isso. Da mesma forma acontece com a busca por uma vida mais saudável.

Não adianta mudar a alimentação e incluir atividades físicas na rotina se seu corpo mental está doente. É na mente que começamos a nos curar. 

Talvez você não saiba, mas a alegria e o bom humor estão ligados ao nosso sistema imunológico. Da mesma forma, emoções negativas diminuem nossas defesas de tal forma que podem provocar infartos e derrames. 

Essas sensações estimulam a região frontal direita do cérebro, fazendo com que neurotransmissores produzam substâncias que diminuem a imunidade dos pacientes.

E as provas de que as emoções positivas afetam a saúde não param por aí. De acordo com pesquisa feita pela enfermeira Maria Helena Amorim, no Instituto Nacional do Câncer (INCA), as mulheres diagnosticadas com câncer de mama que enfrentavam a doença com otimismo produziam uma substância no sangue capaz de aumentar as células que destroem as células tumorais. 

Não é de hoje que vemos relatos de pessoas que passaram por situações difíceis e se sobressaíram, ao passo que outras conseguiram complicar ainda mais as coisas devido à postura mental negativa.

Se cuidar da saúde mental é tão importante quando cuidar da física, como podemos fazer isso?

A preocupação com o bem-estar emocional e psicológico tem crescido nos últimos anos. As pessoas estão mais interessadas em viver bem e, por isso, tem-se observado um aumento no número de práticas e dinâmicas que visam à conquista da saúde integral.

A meditação e sua influência na saúde mental

A meditação, por exemplo, é uma delas. Se você não medita, deveria conhecer melhor esta técnica milenar que produz inúmeros benefícios para a saúde do corpo e da mente. 

De acordo com a psicóloga Paula Bacelli, a prática constitui um verdadeiro treinamento mental. Por meio dele é possível educar a mente, ou seja, desenvolver e aprimorar habilidades que ajudam a lidar melhor com as emoções e com si mesmo.

Dentre seus benefícios, podemos citar:

  • redução do estresse;
  • diminuição da ansiedade;
  • aprimoramento da capacidade de memorização e concentração;
  • aumento das defesas do organismo;
  • equilíbrio do campo emocional;
  • redução de dores crônicas.

Assim como a meditação, existem outras práticas que auxiliam na conquista do bem-estar mental, como a própria atividade física, viagens, lazer e relaxamento. 

Aqui vale aquele ditado: mente sã, corpo são. Por isso, sempre que pensar em cuidar de si mesmo, lembre-se de que é preciso cuidar do corpo e da mente para conquistar a verdadeira qualidade de vida.

Evitando estresse

estresse é a resposta física normal do organismo a eventos que fazem você se sentir sob pressão ou ameaça. Isso não é ruim. O que o torna um vilão para a saúde é o seu excesso. É aquela velha história: tudo demais faz mal.

Dentre suas causas, destacam-se a agitação da vida moderna e a sobrecarga de trabalho. Não é fácil lidar com tantos prazos, tensões, frustrações e demandas.

Inclusive, é cada vez maior o número de pessoas que se afastam de empregos por estarem estressadas. Segundo pesquisa realizada no Hospital do Coração (HCor) de São Paulo, o estresse foi identificado como a principal doença entre os administradores. 

No serviço e em casa, as pessoas estão sempre apreensivas, com mil pensamentos e preocupações. Falta tempo para comermos bem e estarmos com as pessoas que amamos. Faltam tempo e “cabeça” até para respirar.

E essa maneira de viver está matando seus adeptos, já que a tensão pode agravar ou levar ao desenvolvimento de doenças de todos os tipos. Se você se vê sempre cansada e oprimida, é hora de tomar algumas atitudes para trazer de volta o equilíbrio do seu sistema nervoso. 

Deixe o trabalho no escritório

Não é só no trabalho que ficamos estressados, isso é fato. Mas uma coisa é inegável: é no horário de serviço que ficamos mais tensos. Isso pode ser causado pelo chefe, pelo colega de trabalho, pelos prazos, pelas metas ou pelas cobranças. 

Seja o que for, não leve para casa. Se existe uma carga horária para o trabalho, respeite-a. Quem sai ganhando é você! Por isso, reserve o tempo fora do emprego para o descanso.

Não leve tudo a sério

Em casa ou em qualquer lugar onde esteja, não leve tudo para o lado pessoal. Às vezes, algo pequeno se torna um grande problema porque ficamos remoendo. 

As pessoas com mais saúde — física e mental — são aquelas que procuram ver o que a vida tem de melhor. Por isso, mude o olhar, não se aborreça facilmente e deixe que cada um cuide dos seus dilemas.

Dê tempo para si mesmo

Nem sempre damos conta de resolver tudo. Quase nunca conseguimos estar certo o tempo todo. Você tem que concordar que, muitas vezes, exercemos uma pressão enorme em relação às nossas próprias vidas e atitudes.

Isso causa estresse. Além do mais, diminui a autoestima, pois algumas pessoas tendem a se diminuir diante do fracasso. E tudo vai acumulando até chegar a um ponto crítico. 

Perdoe-se

Você não é nenhum super-herói ou nenhuma heroína para solucionar todos os problemas. Quando não conseguir, perdoe-se. Quando perder a linha e for rude com alguém — por causa do estresse —, compreenda a si mesmo. 

Muitas vezes, ficamos com a cabeça cheia devido às explosões que a tensão nos causa. É muito comum uma pessoa explodir de raiva ou perder a linha quando está em crise.

Quando isso acontecer, respire fundo e não se condene. O importante é procurar ajuda e mudar. Culpar-se não vai resolver nada.

Organize-se

Que tal criar uma rotina organizada com cada item no seu lugar? E não estamos falando apenas de objetos, mas também de emoções. Faça um cronograma de atividades e coloque cada obrigação (e seu respectivo horário) no espaço que ela deve ocupar. 

Inclua nessa agenda horas de lazer, de sono e de simplesmente não fazer nada. E não abra mão da disciplina! Não adianta começar da maneira correta e, depois, voltar a fazer tudo errado. A saúde requer equilíbrio — e só é possível conquistá-lo com organização. 

5 Hábitos campeões de desgaste físico e emocional e como evitá-los

1. Dormir mal

sono é reparador. Ele recupera as funções dos neurônios e revigora as ações realizadas durante o dia. Além disso, é dormindo que conseguimos aliviar as tensões, diminuir o estresse e recuperar as energias para o dia seguinte.

Quando isso não ocorre ou é insuficiente, porém, o organismo sofre consequências. Dentre elas, estão o cansaço crônico, o enfraquecimento do sistema imune e a perda de memória.

Se você apresenta um quadro de noites mal dormidas, é hora revertê-lo e voltar a ter o sono reparador que mencionamos acima. Veja como:

  • evite cafeína e álcool;
  • tenha um dia ativo;
  • não estimule sua mente antes de dormir;
  • estabeleça bons hábitos de sono;
  • tenha um bom ambiente para dormir;
  • observe suas refeições noturnas.

2. Viver estressado

Viver com a cabeça a ponto de explodir gera grande cansaço, exaustão e esgotamento. É como se você vivesse com as energias em baixa. Isso acontece devido à sobrecarga de estímulos que o organismo recebe quando está sob pressão.

Para sair da zona de estresse, é necessário relaxar. Não há como obter melhora sem mudar radicalmente a forma de viver e encarar a vida. Considere tirar um tempo para si mesmo, evitar levar trabalho para casa e não se importar com tudo e todos. 

Adotar uma postura mais leve diante dos acontecimentos contribui para a redução da ansiedade, melhora os relacionamentos (em casa e no trabalho) e, ainda, previne diversas doenças.

3. Ter uma má alimentação

A alimentação é o combustível do corpo. É a energia que nos move, que faz com que nosso organismo desempenhe as funções necessárias para a vida humana. 

E a qualidade desse combustível é responsabilidade nossa. Quando estamos ingerindo alimentos pouco saudáveis, começamos a apresentar dificuldade no funcionamento das mais diversas funções fisiológicas. 

É aí que vem o desgaste físico e emocional, pois ficamos fracos e sem energia. Segundo pesquisa realizada pelo Ibope, 98% dos brasileiros se dizem cansados. A alimentação desregrada e o sedentarismo são os maiores responsáveis.

De acordo com a nutricionista Silvia Ribeiro Messalem, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, é comum que em longo prazo haja falta de minerais de manutenção do corpo, além da queda (ou deficiência) na produção de hormônios e de alguns anticorpos. 

Por isso, é importante recarregar as energias por meio de uma alimentação rica em vitaminas do complexo B e em magnésio, que é um forte aliado no combate ao cansaço. E, para finalizar, não deixe de adotar ou manter os hábitos alimentares a seguir:

  • comer de três em três horas;
  • beber no mínimo dois litros de água por dia;
  • evitar o excesso de alimentos industrializados;
  • tentar eliminar o excesso de sal e açúcar;
  • incluir frutas, verduras, vegetais e alimentos integrais na dieta;
  • diminuir ou evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • moderar a ingestão de cafeína.

4. Não se exercitar

Quanto mais sedentário for o indivíduo, mais cansaço ele sentirá. Parece contraditório, mas quem não se mexe fica indisposto. O que acontece é que a falta de atividade física e de movimento não é um descanso para o corpo. 

Sem a mobilidade necessária, as engrenagens da nossa máquina se atrofiam, gerando uma série de complicações. O sedentarismo causa acúmulo de lático, o que leva ao enfraquecimento muscular. 

Por isso, no combate ao esgotamento físico e mental, movimente-se! Faça esportes, caminhe, suba escadas ao invés de sempre pegar o elevador, deixe o carro na garagem e vá a pé quando for possível.  

Afinal, exercitar-se não é só ir para a academia, mas também incorporar na rotina tarefas que contribuam para a mobilidade física.

5. Não descansar

Assim como precisamos nos mexer, também temos que descansar para recuperar as energias gastas no dia a dia. E, ao contrário do que muita gente pensa, para se recarregar não basta dormir. 

A mente, assim como o corpo, precisa relaxar. Se você deita na cama com o pensamento acelerado, não está dando a si mesmo o descanso de que precisa. Além disso, está perdendo a oportunidade de ter qualidade de vida e longevidade.

Veja abaixo os benefícios que o descanso traz para a saúde física e mental:

  • mantém o equilíbrio;
  • melhora o humor;
  • aguça a concentração;
  • previne a ansiedade e a depressão;
  • favorece o sono e previne a insônia.

Que tal dar a si mesmo uma pausa dos problemas? Seja por alguns dias ou algumas horas, dê um tempo e relaxe.

Não abra mão de tirar férias. Reserve o final de semana para o lazer, pois faz bem para a mente e, ainda, melhora as relações sociais e familiares.

A vida de hoje é difícil, complexa e cheia de prazos e obrigações. Mas isso não quer dizer que você precisa ser escravo desse sistema. Estabelecendo prioridades, é possível fazer parte de tudo isso e não se descuidar da saúde.

Esqueça a ideia retrógrada de que basta ir ao consultório médico para estar em dia com a saúde. Aprenda a prevenir e não espere que o corpo dê sinais de que algo está errado. Faça consultas e exames de rotina, alimente-se melhor, viva em paz. Isso sim é qualidade de vida. Isso é ter saúde!

E aí, gostou deste conteúdo? Concorda que cuidar do corpo e da mente é essencial para ter uma vida saudável? Aproveite para curtir nossa página no Facebook e acompanhar todas as novidades!

Você também pode gostar
insonia-como-se-livrar-desse-mal-confira-11-dicas.jpeg
Insônia: como se livrar desse mal? Confira 11 dicas
mulher-multitarefa-7-dicas-para-nao-deixar-o-estresse-tomar-conta-de-voce.jpeg
Mulher multitarefa? 7 dicas para não deixar o estresse tomar conta de você!
dificuldade-em-conciliar-trabalho-e-familia-confira-nossas-8-dicas.jpeg
Dificuldade em conciliar trabalho e família? Confira nossas 8 dicas!

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This