Saúde

Conheça os principais exames para avaliar a saúde do seu coração

conheca-os-principais-exames-para-avaliar-a-saude-do-seu-coracao.jpeg

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), a cada 40 segundos um brasileiro morre por problemas cardíacos. Em pacientes com histórico familiar, os riscos são ainda maiores e, por isso, manter o acompanhamento médico em dia é essencial para a saúde e bem-estar.

A prevenção de doenças ligadas ao coração já é amplamente conhecida no país: alimentação saudável, prática regular de atividade física e menos estresse. No entanto, nem todas as pessoas conhecem bem os exames de coração que podem ser realizados em prol da saúde cardíaca.

Pensando nisso, vamos apresentar, neste post, as principais avaliações feitas para avaliar a saúde do coração. Acompanhe!

ECG (Eletrocardiogramna)

Popularmente conhecido apenas por eletro, o exame é um dos mais populares entre os pacientes quando o assunto é o diagnóstico cardíaco. Sua função é analisar a atividade do músculo por meio de eletrodos, fixados nos pés, peito e mãos dos pacientes.

Indolor, o ECG cria um gráfico da atividade cardíaca, usado pelos médicos para identificar arritmias, infartos do miocárdio, patologias coronarianas, aumento da cavidade cardíaca, anormalidade no coração e até mesmo o fluxo sanguíneo.

Toda atividade do órgão acontece devido à variação dos íons de sódio presentes dentro e fora das células musculares do coração. A diferença entre elas gera concentrações desses compostos nas periferias do corpo humano, por isso, os eletrodos são colocados nos pés e nas mãos na hora do exame.

Teste ergométrico

Outro procedimento já muito conhecido é o teste de esforço, realizado em esteiras ou bicicletas, sempre em ambientes monitorados e com profissionais gabaritados e prontos para agir, caso necessário.

O exame é, na verdade, uma avaliação ampla cardiovascular, já que submete o paciente ao esforço físico gradual enquanto é registrado o funcionamento cardíaco, os sintomas e a pressão arterial. Vale lembrar que antes e após a realização do teste ergométrico é realizado também o ECG.

É possível analisar a capacidade funcional cardiorrespiratória, detectar isquemia do miocárdio, anormalidade na pressão arterial, arritmias, sopro, falência ventricular ou detectar sintomas relacionados a outras doenças cardíacas.

Para realizar o exame, são colocados 10 eletrodos no tórax do paciente (ECG) e coletados dados prévios de histórico familiar, sintomas preexistentes, peso, nível de atividade física, entre outros. Depois, o paciente é colocado no aparelho escolhido para iniciar uma leve atividade física.

Com o tempo, a intensidade e dificuldade da atividade vão sendo alteradas, sempre respeitando o nível de cansaço do paciente, que tem total autonomia para pedir a interrupção do teste.

Holter

Também comum entre os exames de coração, o holter nada mais é do que um ECG coletado durante 24 horas ininterruptas. Nele, o paciente recebe os eletrodos apenas no tórax, que são ligados a um aparelho amarrado na cintura ou colocado no próprio bolso do paciente, do tamanho de um toca-fitas.

O intuito é que o indivíduo siga com sua rotina e que o dispositivo ajude o médico a detectar se há alguma atividade que provoque sobrecarga ou falha cardíaca. Por isso, é comum que se receba uma espécie de diário, no qual é anotado tudo o que foi feito durante o dia.

O único incômodo se dá por conta da proibição do banho. Por isso, o paciente deve realizar a  higiene antes da colocação dos eletrodos e repetir a ação apenas após o fim da coleta de dados. 

Ecocardiograma transtorácico

O exame nada mais é do que uma ultrassonografia que tem como objetivo desenhar a anatomia do coração. A técnica é feita por um cardiopneumatologista que, depois de realizar uma pesquisa rápida com o paciente, o coloca em uma maca deitado de barriga para cima (a posição pode ser alterada durante o exame) e usa um ecodoppler.

Com o procedimento não invasivo, é possível colher informações a respeito do movimento realizado pelo sangue dentro do sistema cardiovascular. Dessa maneira, são registradas a velocidade e direção dos fluxos, além do movimento de contração e relaxamento cardíaco.

O método é usado para detectar anomalias e verificar o volume e o fluxo cardíaco.

Cintilografia do miocárdio

O procedimento é realizado para identificar as áreas em que o fluxo sanguíneo é insuficiente. Para isso, o paciente recebe contraste na veia e é colocado em esforço físico. O composto entra no coração pelas coronárias e “pinta” as regiões nas quais o fluxo de sangue é maior, revelando, assim, os locais onde não há tanto sangue.

Para realizar o exame, o paciente não pode ingerir alimentos que tenham cafeína e precisa de liberação médica para o uso do contraste. Com ele, o profissional da saúde consegue detectar isquemia do miocárdio, detectar alterações na irrigação, infarto ou angina.

Cateterismo

O exame invasivo é realizado por meio de um cateter flexível e longo colocado através de uma pequena abertura na virilha em um vaso sanguíneo para que chegue até o coração. Em alguns pacientes, é necessária a colocação de um pigmento, que auxilia a encontrar se há o estreitamento ou bloqueio de placas nas artérias.

Com o método, é possível detectar o bloqueio do fluxo sanguíneo, encontrar as alterações anatômicas, malformação congênita, alterações nos músculos cardíacos e das válvulas, além de diagnosticar a doença da artéria coronária.

Estudo eletrofisiológico

O exame também é invasivo e bem similar ao cateterismo. A diferença é que o estudo eletrofisiológico não é realizado com contraste e os cateteres utilizados são diferentes.

O paciente é colocado sob anestesia local, depois são impulsionadas algumas veias (como a jugular interna direta e femoral) e posicionadas câmaras cardíacas. Os médicos solicitam o exame em busca de focos de arritmia.

Coleta de sangue

Quando falamos de coleta de sangue, logo nos vêm à mente os exames de rotina que realizamos periodicamente. No entanto, existem coletas capazes de avaliar a saúde cardíaca, já que sofrem alterações durante o episódio de infarto. Entre eles, estão o CK-MB, Troponina e o CK.

A prevenção das doenças cardiovasculares é realizada por meio de uma alimentação balanceada, aliada à prática de exercícios físicos regulares. O acompanhamento médico também é essencial e auxilia os profissionais a detectarem qualquer problema ainda no início, ampliando as chances de aplicação de um tratamento assertivo.

Agora que você já sabe quais os principais exames de coração para avaliar a sua saúde cardíaca, aproveite e realize seu check-up anual. Busque também um especialista e agende sua consulta!

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre saúde e bem-estar? Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos!

Você também pode gostar
saude-da-familia-conheca-os-principais-exames-de-rotina.jpeg
Saúde da família: conheça os principais exames de rotina
saude-das-criancas-em-dia-o-que-voce-precisa-saber-sobre-vacinacao.jpeg
Saúde das crianças em dia: o que você precisa saber sobre vacinação
voce-sabe-quais-os-exames-devem-ser-feitos-na-infancia.jpeg
Você sabe quais os exames devem ser feitos na infância?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This